3 de outubro de 2007

Quando entrar setembro...

Pois é... setembro já passou e o seu vento de mudanças ainda continua fazendo vítimas dessas que são inevitáveis, imprescindíveis e refrescantes. Ainda assim sofremos: bancar aquilo que mudamos em nossas vidas, bancar aquilo que a vida mudou em nossas vidas, bancar novas formas de se relacionar com velhos amigos e afins é punk! Exige atitude, exige clareza de objetivos. Eu, que me encontro no olho-do-furacão dessa correnteza de mudanças, penso que o mais punk é o sentimento - os sentimentos que se apresentam por entre os conceitos (racionalizações, idéias) que temos ou que acreditamos ter, sentimentos que surgem em contra ou apesar desse outro lado organizado da razão. Aí é que complica! eu digo: está tudo bem! mas os meus olhos desmentem essa fala com lágrimas e mais lágrimas... que raiva! Que bom perder um pouco o controle!

2 comentários:

Themis disse...

Surpreendendo, sempre...Parabéns pela forma de escrever e pela coragem de demosntrar sentimentos, isso só pode fazer quem é como voçê! COISA RARA! PESSOA RARA!

Fabiana disse...

Thais, minha sempre amiga

Expressar o que se sente, extrapolar os limites das idéias e do próprio corpo - em forma de texto, de canto, de grito, de lágrima - não é a atitude própria dos covardes, nem dos estúpidos... Só pessoas com brilho próprio e carregadas de humanidade são capazes de fazê-lo e, ainda, atingir o Universo.

Senti, depois de ler "Quando entrar setembro", um ar nostálgico e, ao mesmo tempo, repleto de novidades... Sinal de que guardas em ti aquela essência-gosto que nos aproximou, hoje "macerada" pelas experiências, como um raro perfume em frasco de botica que invade o ambiente depois de aberto ou vinho que se tornou o melhor depois de um tempo curtido no tonel e que sai da garrafa para ganhar a taça.

Vida longa ao teu blog, Thais!

Fabi.